Por que temos vontade de 😭 chorar 😭 na TPM?

Por que temos vontade de 😭 chorar 😭 na TPM?

Sabe aquela vontade inexplicável de chorar por qualquer coisa durante a TPM? 😭Se você se sente assim, saiba que não está sozinha! Essa montanha-russa emocional pode parecer intensa, mas acredite, em muitos casos é algo normal.. Então, respire fundo e prepare-se para explorar juntas esse assunto. Vamos lá! 🥰

Esses choros exacerbados por coisas que em outros períodos não choraríamos são comuns durante o período pré-menstrual. Também fazem parte do período as alterações drásticas no humor como a irritabilidade e a impaciência. Além das dores físicas provocadas pela sensibilidade que se aflora no corpo todo.

Mas sabia que chorar mais ou se sentir depressiva durante a TPM pode ser natural? Um estudo, feito com 254 mulheres na faixa etária entre 20 e 44 anos, constatou que 61,8% de 110 entrevistadas que sofriam de TPM apresentavam sintomas negativos na semana anterior à menstruação.

Por que isso acontece?

Tem tudo a ver com hormônios 🌪 Durante a fase pré-menstrual, os níveis de estrogênio e progesterona no organismo sofrem alterações que fazem diferença no nosso humor.

Essas mudanças hormonais podem afetar a química do cérebro, em especial neurotransmissores como a serotonina, que tem uma função importante na regulação do humor. Em resumo, baixos níveis de serotonina podem causar essa tristeza repentina que provoca a vontade de chorar.

Além das questões internas do corpo da mulher, há fatores externos que aumentam essa vontade de chorar. Como por exemplo a ingestão de chocolate, cafeína, sucos de frutas e álcool. A falta de vitamina B6 e magnésio também são suspeitas de estimularem a bad durante a TPM.

Já ouviu falar em TDPM? 🤔

O transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM) é considerado uma forma mais grave e intensa da TPM. Esse transtorno é classificado como depressivo e atinge de 3 a 8% das mulheres em idade reprodutiva. Mulheres que sofrem com a TDPM apresentam sintomas físicos e emocionais da tensão pré-menstrual de uma forma mais intensa.

Apesar dos sintomas serem parecidos com a TPM, quem sofre com TDPM costuma apresentar mais alterações emocionais. Pode ser por influência genética, aspectos biológicos, influências do ambiente em que vivemos e desequilíbrios químicos no cérebro. Alguns estudos dizem que a serotonina (de novo ela!) é o elemento mais importante e decisivo quando falamos de TDPM.

Isso porque a interferência de hormônios reprodutivos ou uma alteração na atividade dos receptores cerebrais de neurotransmissão podem ser os responsáveis por baixar a serotonina durante os últimos dez dias do ciclo menstrual, causando tantos sintomas em quem sofre com essa condição.

Como aumentar os níveis de serotonina?

Se a falta de serotonina facilita esse período mais sensível, então a ideia é contribuir para que esse neurotransmissor não seja tão impactado, certo? Olha só algumas dicas práticas para isso:

  1. Bora tomar um solzinho: A luz solar estimula a produção de serotonina no cérebro. Tente passar mais tempo ao ar livre durante o dia e deixe a luz do sol entrar em sua casa ou local de trabalho.
  2. Se joga na atividade física: A prática regular de exercícios, como caminhadas, corridas, natação ou qualquer atividade física que você goste, pode aumentar os níveis de serotonina. O exercício também libera endorfinas, que estão associadas ao bem-estar emocional.
  3. De olho na alimentação: Certos alimentos contêm triptofano, um aminoácido essencial para a produção de serotonina. Alimentos ricos em triptofano incluem ovos, nozes, sementes, aves, peixes, tofu e produtos lácteos. Além disso, alimentos ricos em carboidratos complexos, como grãos integrais, também podem ajudar a aumentar a serotonina, pois promovem a absorção do triptofano.
  4. Momentos relaxantes: O estresse crônico pode diminuir os níveis de serotonina. Práticas como meditação, yoga, respiração profunda, massagens e técnicas de relaxamento podem ajudar a reduzir o estresse e promover a sensação de bem-estar.
  5. Boas noites de sono: A qualidade e a duração do sono têm um impacto significativo nos níveis de serotonina. Então tente manter uma rotina de sono regular, criando um ambiente propício ao descanso e adotando hábitos saudáveis antes de dormir.

Se nada disso resolver e os sintomas na TPM estiverem muito aguçados, lembre-se de buscar ajuda. Em alguns casos, pode ser recomendado o uso de suplementos para aumentar a serotonina no seu organismo. Mas é importante consultar um profissional de saúde antes de iniciar qualquer suplementação ou tratamento, combinado?

Nos vemos no próximo blog 💜

Leia também:

✨ 4 dicas práticas para lidar com as cólicas menstruais sem remédios

✨ Absorvente diário: como escolher a melhor opção

✨ Tipos de corrimento vaginal: quais são e o que fazer


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados