O que quebra esse tabu?

O que quebra esse tabu?

Lidar com a menstruação nem sempre é fácil.

Há quem nem comente sobre este período com outras pessoas, há quem evite fazer certas coisas neste período (como sexo) e há aquelas que nem a palavra "menstruação" falam.

Tudo isso vem de um tabu que sabemos que existe há muito tempo e que ainda não foi totalmente quebrado! E quando há tabu, o assunto é velado, a gente não discute, não se expressa e acha que estamos sozinhas nessa!

Mas felizmente isso está mudando! E você sabia que uma parte desta mudança tem sido impulsionada pelos produtos inovadores para menstruação e saúde íntima?

Mas, primeiro, de onde vieram os primeiros produtos para menstruação?

Lá por volta de 1850, as mulheres usavam panos e outros restos de materiais como madeira, para absorver sua menstruação. Mas como você pode imaginar eles não eram super eficientes.

O grande avanço veio durante a primeira guerra mundial, quando as enfermeiras perceberam que poderiam usar o material de ataduras (feito de algodão e celulose) como absorventes de menstruação já que ele absorvia bem o sangue. E foi dai que, em 1918, surgiu a Kotex, primeria marca de absorventes descartáveis.

Nos anos 60, a indústria química do plástico teve um boom na criação de novas substâncias e as marcas de absorventes começaram a otimizar a produção para baratear o custo. Por isso substituiram materiais naturais por sintéticos, como o plástico, que é fácil de comprar e mais barato que o algodão.

E depois dos anos 60?

Poucas inovações foram feitas por parte das empresas em comercializar outros produtos foram dispendidos.

Apenas após os anos 2000, com o aumento da conscientização por produtos melhores e mais sustentáveis, começaram a surgir diferentes empresas produzindo outros produto, como coletores e calcinhas menstruais. E, super importante, neste ano de 2021, chegamos com a amai com os primeiros absorventes descartáveis feitos com matérias-primas de fontes naturais.

E o que estes produtos tem a ver com a quebra do tabu menstrual?

A vinda de produtos mais inovadores gera a necessidade de educar as consumidoras em relação a eles e, muitas vezes, evolve que elas conheçam melhor o seu próprio corpo.

Assim, nós, empresas com produtos inovadores, investimos mais em poder trazer esta discussão mais aberta e uma educação sobre a saúde íntima da mulher. E quanto mais a gente discute abertamente, mais normalizamos situações e experiência pelas quais todas nós passamos e tudo isso faz com que o tabu vá se quebrando.

Queremos cada vez mais encorajar a discussão sobre menstruação. Só assim poderemos ter mais conhecimento em como passar cada vez melhor por este período e, pelo lado das empresas, criar produtos cada vez melhores para cada uma de nós.


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados